60 RBRAS e 16 SEAGRO

Mesas Redondas

Mesa Redonda I (MRI) – Sessão ABE: Os Desafios e Dificuldades da Pós-Graduação em  Estatística,  Estatística Aplicada a Ciências Agrárias e  em Bioestatística  no Brasil

Coordenador: Helio S. Migon – IM/UFRJ

Membros participantes:

- Clarice Garcia Borges Demétrio (ESALQ)- representante da área de Estatística Aplicada a Ciências Agrárias.

- Adelaide Faljoni-Alario (UFABC) - Coordenadora da Área Interdisciplinar da CAPES

- Lorenzo Justiniano Diaz Casado (PUC-RIO)  - Coordenador da Área de Matemática, Probabilidade e Estatística da CAPES

Resumo: Um tema de extrema importância é relativo aos direcionamentos da Pós-Graduação no Brasil. A crescente integração entre as principais agências de fomento à pesquisa e pós-graduação no Brasil, associada à definição de uma política nacional de ciência e tecnologia nas várias áreas do conhecimento, impõe a necessidade de reavaliar os critérios de acompanhamento e avaliação na pós-graduação (PG). O envolvimento ativo de usuários com produtores do conhecimento, na elaboração integrada de planos nacionais de pós-graduação e conferências nacionais de ciência, tecnologia e inovação, pode contribuir para um melhor direcionamento social das ações científicas adequadas à realidade brasileira.

 

Mesa Redonda II (MRII): 50 anos da Profissão de Estatística no Brasil 

Coordenadora: Doris  S. M. Fontes (CONRE 3)

Membros participantes:

José de Oliveira Siqueira – Depto Psicologia Experimental - IP/USP

Vera Tomazella – Depto de Estatística – UFSCAR

Cláudio Paiva – Analitix

 

Resumo: Comemorando os 50 anos de profissão de Estatístico no Brasil, queremos discutir:

1.  Visão do Papel do Estatístico nesses 50 anos - Breve Histórico – José de Oliveira Siqueira

2.  Cenário do Mercado de Trabalho Hoje e no Futuro Próximo – Presidente do CONRE-3, Doris S M Fontes

3.  Papel das Universidades na Formação Profissional – Vera Tomazella

4.  Formação/Qualificação Adicional: onde e como – Cláudio Paiva

5.  Debate

 

Mesa Redonda III:  Análise de Risco em Alimentos – Um Grande Desafio Nacional

Coordenador: Waldomiro Barioni Júnior - Embrapa

Membros:

Leandro Feijo – Diretor do DIPOA/MAPA

Marilde Terezinha Prado Santos – DC/UFSCAR

Pilar Rodriguez de Massaguer – FEQ/UNICAMP

Tópicos a serem abordados:

1. Apresentação do Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes – PNCRC. O PNCRC é um programa federal de inspeção e fiscalização das cadeias produtivas de alimentos, baseado em análise de risco, que visa monitorar a efetividade dos controles, pelos sistemas de produção, e a respectiva qualidade e segurança dos produtos de origem animal e vegetal disponibilizados ao comércio e ao consumo. Este monitoramento oficial é realizado por meio da verificação da presença e dos níveis de resíduos de substâncias químicas potencialmente nocivas à saúde do consumidor, tais como resíduos de produtos de uso veterinário, de agrotóxicos ou afins, e de contaminantes químicos (aflatoxinas, metais pesados, contaminantes inorgânicos, dioxinas, dentre outros). O PNCRC se constitui em uma ferramenta de “Gerenciamento de Risco” com o objetivo precípuo de promover a garantia de qualidade do sistema de produção de alimentos de origem animal e vegetal ao longo das cadeias produtivas;

2. O papel da academia no enfrentamento do desafio de Análise de Risco em Alimentos: Abordagem Risk-off um caso de sucesso;

3. Modelagem preditiva de crescimento de clostrídios em carne embalada a vácuo com enfoque em análise de risco.